Featured

BRUNO DE CARVALHO:"JOGADORES RECUSARAM MEIO MILHÃO DE EUROS PARA VENCER BENFICA E MARÍTIMO"

625 Visualizações
Published

O ex-presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, revelou esta quarta-feira durante o segundo dia da fase de instrução do caso de Alcochete que os jogadores do Sporting rejeitaram meio milhão de euros para vencer Benfica e Marítimo, nos dois últimos jogos do campeonato português.

"Antes do jogo com o Benfica foi oferecido um prémio de meio milhão aos jogadores, antes do jogo com a Madeira igual e os jogadores recusaram. Nunca tinha visto um funcionário a recusar um prémio. Coincidência ou não o Sporting não consegue cumprir os objetivos. Um destes jogos originou o episódio no aeroporto. Nunca tinha visto um funcionário ou jogador a recusar prémios de performance", revela Bruno de Carvalho, em declarações citadas pelo Correio da Manhã.

Bruno de Carvalho falou ainda das críticas aos jogadores, justificando-as com o facto de querer melhorar a performance da equipa de futebol e de todas as modalidades: "Só houve um capitão que não percebeu isso: Rui Patrício"
Sobre Jorge Jesus:
Bruno de Carvalho sobre Jorge Jesus no âmbito da Instrução do ataque a Alcochete.

"Foi-lhe comunicado que não faria parte da época seguinte. Não cumpria a sua postura de zelo. Que era um funcionário caro, eram 9 milhões para o clube. Foi-lhe dito que o ciclo dele havia terminado. Mas isso não quer dizer que não fizesse o treino do dia seguinte ou o jogo contra o Aves", disse o antigo presidente do Sporting citado pelo 'Expresso' a propósito de uma conversa com JJ no fim da época.
Bruno de Carvalho afirmou que foi Jorge Jesus que quis passar o treino para a tarde no dia do ataque a Alcochete, invocando que ia "haver reunião com os advogados de manhã'.

"Sabia que a reunião tinha a ver com o futuro dele. Se fosse alvo de um processo disciplinar com suspensão ele não iria treinar no dia seguinte. Eu percebo tudo. Percebo mais do que as pessoas queriam. Passo o treino para a tarde porque se me suspenderem já nem dou o treino: foi o que Jesus pensou", acrescentou.

Bruno de Carvalho referiu ainda que Jesus "deu folga de uma semana aos jogadores à revelia da administração".
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------
Se já subscreveste o canal, clica no "

Categoria
Futebol Notícia
Seja o primeiro a comentar este vídeo.
loading...